• Smarket

NÃO SUBESTIME OS CUSTOS DO E-COMMERCE


Nos dias atuais que estamos vivendo, mesmo antes da Pandemia do novo Covid-19 já estavam em alta as vendas de produtos online.


Mas vamos lá, o que significa exatamente ter um E-commerce?


O E-commerce nada mais é do que o comércio virtual, onde toda a transação comercial é feita através de uma plataforma eletrônica. Hoje com dominância dos acessos feitos por smartphones, e cada vez menos por laptops e tablets.


Usar a internet como canal de vendas e relacionamento com os clientes do seu negócio pode ser uma estratégia bastante lucrativa. Não a toa que essa modalidade não para de crescer nos mais diferentes mercados do mundo todo.




Mas precisamos deixar claro que embora uma loja virtual não tenha alguns custos como as lojas físicas, por exemplo, custos com aluguel, conta de energia, telefone fixo, salário dos vendedores, esse tipo de empreendimento tem uma infinidade de custos específicos para esse tipo de operação, e que muitas vezes passam despercebidos, não somente aos consumidores, mas também para àqueles que querem iniciar nesse ramo.


Aqui podemos listar alguns custos para manter um empreendimento de vendas on-line:


1. Plataforma de E-commerce – criação e programação da loja em virtual;


2. Custo de hospedagem e certificados de segurança do seu website


3. Marketing – design amigável do site, criação da marca e identidade, produção constante de fotos dos produtos que serão comercializados, publicidades em canais digitais (e canais físicos também), criação de propaganda e de blogs informativos;


4. Custos com o Gateway de pagamentos, para recebimentos em cartão;


5. Contratação de um serviço de facturação conectado com as finanças, bem como cálculo dos impostos.


6. Custos de envio de frete da matéria prima, materiais de embalagens, etc;


7. E por que não mencioar o custo do seu tempo, que, muitas vezes é criada uma falsa impressão de que a loja virtual se administra com poucos cliques enquanto se toma uma xícara de café no escritório de casa.


Embora alguns dos custos com o comércio virtual sejam semelhantes aos de uma loja física, no E-commerce existem diversos outros custos que são exclusivos para operações de um negócio online.


Seja qual for o tipo de negócio, não importa se é pequeno, médio ou grande, é necessário trazer o custos na ponta do lápis e questionar-se sempre onde há espaço para reduzir, para viabilizar cada vez mais o negócio, e claro, primando pela qualidade dos produtos e dos serviços prestados, para não comprometer o sucesso do seu empreendimento.









Colaboração: Aline Tosta

66 visualizações